Como Minerar Bitcoin – Guia Rápido para Iniciantes

As criptomoedas estão famosas e já são um fenômeno mundial que vem assumindo proporções cada vez maiores nos últimos anos e diante deste sucesso, muitas pessoas perguntam: como minerar bitcoin?

O Bitcoin, por exemplo, a criptomoeda líder mundial, já atingiu a marca de US $ 701 bilhões em capitalização.

Com isso, muitas pessoas estão interessadas em minerar essas moedas digitais, ou seja, adicionar novos registros de transações para esses ativos de moedas.

No entanto, é importante que você conheça alguns princípios básicos de prática antes de começar.

Abaixo está um guia útil sobre como minerar Bitcoin.

 

O que é Mineração de Bitcoin?

 

Mineração é basicamente o processo pelo qual novos bitcoins entram em circulação no mercado de criptomoedas.

Esse também é um componente crítico na manutenção e no desenvolvimento do livro razão do blockchain – um sistema que permite o rastreamento de transações de criptomoedas.

Esta prática é realizada em computadores muito avançados que resolvem problemas matemáticos de computação extremamente complexos.

Como Minerar Bitcoin: Passo a Passo

Como Minerar Bitcoin: Passo 1 – Obtenha equipamento apropriado para mineração

Se você estiver pronto para começar a mineração, precisará de equipamento apropriado para operá-lo.

Embora a história do Bitcoin tenha começado com os mineradores usando computadores domésticos comuns equipados com placas gráficas, hoje você não obterá resultados expressivos com essas máquinas.

Na verdade, você pode ganhar algo, mas será uma quantia muito pequena e para acumular algum valor relevante, vai precisar de muito, muito tempo.

O processo de mineração atual é feito por um hardware especial construído apenas para extrair bitcoins ou outras moedas com base no mesmo algoritmo.

Este é um dispositivo denominado ASIC (Chips de Circuito Integrado de Aplicação Específica).

Ele consome muito menos energia e minera os bitcoins muito mais rápido.

Este dispositivo é caro e demorado para fabricar, mas sua velocidade é surpreendente.

 

2 – Obtenha uma carteira Bitcoin

 

O próximo passo importante é configurar uma carteira Bitcoin.

Aqui você armazena suas criptomoedas e pode movê-las para onde quiser, fazer qualquer transação.

Com carteiras digitais, você pode gerenciar seus endereços de Bitcoin.

Cada um desses endereços tem uma forma de chave pública e uma chave privada correspondente.

A chave pública consiste em uma combinação única de caracteres e se parece com isto: 18ukxpD1eqnVjux13ehEz8r4d8py1dSdzw.

Funciona basicamente assim, um número de conta bancária.

Portanto, se você deseja receber bitcoins de alguém, é necessário fornecer sua chave pública.

Cada endereço é público e você pode rastrear todas as transações que foram feitas através dele.

Em contraste, a chave privada é secreta e é usada para enviar transações.

Se você perder sua chave privada, perderá seus bitcoins colocados naquele endereço específico para sempre.

Em geral, existem diferentes tipos de carteiras, desde carteiras online simples até hardware mais seguro e carteiras de papel.

Cada carteira tem suas vantagens e desvantagens.

Alguns deles podem conter várias moedas ao mesmo tempo.

Quer saber mais sobre carteira de bitcoin?

Como Minerar Bitcoin: Passo 3 – Junte-se a um grupo de mineração

 

Mesmo com o melhor equipamento ASIC, é quase impossível fazer Bitcoin sozinho.

Uma única máquina não pode competir com muitas grandes fazendas de mineração em todo o mundo, e a mineração sozinha nem sempre é lucrativa.

Mas não se preocupe, existe uma solução para esta situação – a colaboração de outros mineiros nas chamadas piscinas de mineração.

Os mineradores, em conjunto, disponibilizam todo o seu dispositivo de computação para o grupo e quando os bitcoins são extraídos e o lucro é dividido entre os membros de acordo com uma proporção pré-determinada.

Membros de um pool, no entanto, têm que pagar uma taxa a um operador, que geralmente está entre 0 e 2% da recompensa recebida.

4 – Obtenha um programa de mineração para seu computador

Bem, se você puder minerar com seu hardware, carteira de bitcoins e piscina de mineração, você precisa instalar um software em seu computador.

Ele conecta você à rede blockchain e bitcoin.

Este software de mineração serve para capturar os resultados que você teve do seu trabalho e acrescenta todas as informações, mandando de volta para a blockchain.

Além disso, o software de mineração também monitora a atividade do minerador e mostra estatísticas básicas como temperatura, resfriamento e velocidade média de mineração.

Existem muitos programas gratuitos para mineração de bitcoins.

Os melhores programas podem ser executados em quase todos os sistemas operacionais, e cada um deles tem suas vantagens e desvantagens.

Alguns pools de mineração também têm seu próprio software.

5 – Comece a mineração

Comece a minerar agora.

Conecte seu computador a uma tomada elétrica e abra o software de mineração.

Insira suas informações de carteira e piscina de mineração, selecione um dispositivo e deixe o processo começar.

Atenção para o consumo de energia

Minerar Bitcoin é realmente um jeito novo e com grande utilidade de ganhar dinheiro, porém uma criptomoeda não nasce gratuitamente.

Os mineradores que extraem Bitcoins usam grandes quantidades de energia elétrica no processo.

Tanto que alguns especialistas chegam a sugerir que as operações deste tipo prejudicam o meio ambiente.

Para se ter ideia, um estudo da Nature concluiu que apenas a mineração de bitcoins na China gerará 130,5 milhões de toneladas métricas de emissões de carbono até 2024.

Isso é quase o que a Itália e a Arábia Saudita já emitiram até hoje.

Para tentar evitar que o alto consumo energético leve os lucros embora, algumas pessoas recorrem ao serviço de aluguel de gerador para tentar viabilizar todo o processo de mineração.

É um jeito barato e com capacidade de gerar grande economia em relação à conta de energia, uma vez que a eletricidade é gerada através de combustíveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *